28 de mar de 2013

Filme: Quando as metralhadoras cospem

Uma das boas coisas de se ter TV fechada é a imensa informação cultural que ela te proporciona, como assim? Apesar de apresentar programas que como diz minha mãe são "puro lixo intelectual", ela contém diversos canais com propostas diferenciadas, com conteúdos informativos e filmes que normalmente não são comercializados no país. 
Foram nesses canais que tive a oportunidade de assistir filmes antigos, estrangeiros, modernos que infelizmente não atendem a demanda do cinema atual, ou pelo menos para a maioria. Conheci filmes como Cidadão Kane, Cleópatra, Coco antes de Chanel, O gordo e o magro, A casa de Frankenstein e o que vou comentar hoje Bugsy Malone(1976).
Mais conhecido no Brasil como "Quando as metralhadoras cospem", uma sátira baseada na vida e ações criminosas de Al Capone e Bugs Moran nos Estados Unidos. De Alan Parker, diretor de "Expresso da meia-noite" e "Fame", é um musical que tira toda a fantasia de sangue e morte dos filmes de gângster  tratando de uma forma inovadora, surpreendente simples e criativa que merece ser vista e revista.
A história já começa com uma dos melhores elementos do filme: as "metralhadoras cuspidoras", para ser mais exata são armas que atiram torta paralisadoras, genial? . Criadas pelo vilão Dandy Dan para controlar e acabar com o império criminoso do seu rival Fat Sam. 
É nesse contexto de guerra entre gangues, que o malandro Bugse Malone aparece, sem dinheiro, aceita trabalhos perigosos oferecidos por Sam e acaba se tornando um dos seus maiores capangas. 

Foi nesse filme que estreou a atriz Jodie Foster, de "O silêncio dos inocentes" e "O quanto do pânico". Com certeza esse ainda é um dos seus melhores personagens. Ela interpreta Tallulah uma cantora de uma boate clandestina de Sam, e sua namorada, que se assedia Malone, provocando ciúmes na aspirante a cantora Blousey Brown, com quem Malone tem um romance conturbado.
Só um ultimo detalhe que transforma o filme, todos os atores são menores de 17. O que torna o longa original e divertido, pois não há malicia, mesmo assim o filme prende completamente a nossa atenção pela simplicidade. 

 
Para quem ficou interessado, tem ele completo no Youtube, espero que gostem tanto quanto eu. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário